GANADORES PREMIOS FUNDACOM 2018

NOTICIA10-ACTUALIDAD

CEOE e Dircom analisam o impacto da reputação do CEO nas organizações

O II Fórum de Comunicação Empresarial, realizado na CEOE (Confederação Espanhola de Organizações Empresariais), faz parte da colaboração histórica entre ambas instituições.

  • Juan Rosell: “O CEO tem uma grande influência na geração de confiança na empresa”.
  • Montserrat Tarrés: “Construir a confiança e trabalhar a reputação de nossas organizações é algo estratégico para as empresas e a CEOE sempre entendeu que o dircom é uma figura essencial”.

 O presidente da CEOE, Juan Rosell e Montserrat Tarrés, presidenta da Dircom, inauguraram o II Fórum de Comunicação Empresarial que, organizado pela CEOE e pela Associação dos Dirigentes de Comunicação, Dircom, celebrou-se hoje na sede da Organização Empresarial e serviu para analisar o impacto da reputação do CEO nas organizações.

Em seu discurso, Juan Rosell disse que “se as empresas querem que se fale bem delas, têm que fazer as coisas bem e comunicá-las apropriadamente”. “Na CEOE, demos um passo à frente tanto no conteúdo quanto na forma de nos comunicar, graças às novas tecnologias e à maior demanda da sociedade. Somos mais abertos e nosso patrimônio número um é a ética nos negócios”, acrescentou a presidente dos empresários.

Também apontou que a comunicação da CEOE é melhor do que antes “porque temos mais coisas para contar e fazemos muito mais. Na verdade, no ano passado, fizemos 800 documentos de trabalho. Além disso, contamos com novos meios, como o jornal digital ElEmpresario.com, que pretendemos que alcance todas as empresas, e a revista trimestral Empresario, que explica os grandes temas sobre os quais estamos debatendo na CEOE”. Também destacou a criação de um novo departamento, como o de Relações com os Tribunais.

Por sua parte, Montserrat Tarrés sublinhou que “construir confiança e trabalhar a reputação das nossas organizações é algo estratégico para as empresas e a CEOE sempre entendeu que o dircom é uma figura essencial”. Além disso, destacou que “O CEO é o emblema da empresa e o carro-chefe que mostra e representa a filosofia de sua empresa”.

NOTICIA10-2-ACTUALIDAD

Sandra Sotillo, fundadora e diretora geral da TrustMaker, disse que o estudo que ela fez sobre “A gestão da reputação do CEO como um elemento gerador de valor para as organizações” conta com a participação de mais de 45 CEOs e presidentes, diretores de comunicação e especialistas, que contribuíram com sua visão sobre esta questão, assim como as tendências futuras.

Durante o fórum, foi realizado um debate sobre os desafios e tendências enfrentados pelos CEOs em relação à sua reputação e os intangíveis, em que participaram Antonio Llardén, presidente da Enagás, e Juan Carlos Ureta, presidente da Renta 4 Banco. Foi moderado pelo diretor de Comunicação da CEOE, Javier García de la Vega.

Juan Carlos Ureta destacou que é essencial que a imagem do CEO esteja a serviço da empresa e não o contrário, e que haja correspondência entre a imagem de ambos, CEO e instituição. Ele também recomendou que as imagens do CEO e da empresa em questão estivessem alinhadas e coerentes.

Para Antonio Llardén, há dois vetores no momento, o imediatismo no sentido de tempo e volume, e o público receptor que muitas vezes se torna juiz. Ele destacou os três pilares da comunicação de uma empresa: a integridade, a transparência e a comunicação, que não consiste apenas para em postar notas na web, mas sim explicá-las, e a humildade para que a comunicação não se torne publicidade.

Por outro lado, Paloma Cabrera, diretora de Marketing e Comunicação da Accenture e Nacho Rodríguez, diretor de Comunicação, Relações Institucionais e Sustentabilidade de ING, com a moderação de Sandra Sotillo, discutiram o papel do dircom na gestão da reputação do CEO. Paloma Cabrera salientou que “uma vez que um líder de negócios é conhecido e se consolida, passa a ser uma referência não só para falar sobre a empresa, mas também para discutir questões estratégicas de interesse geral e, por isso, torna-se verdadeiramente influente”.

NOTICIA10-1-ACTUALIDAD

Depois de um animado debate, encerrou o fórum Javier Calderón. Ele descreveu a CEOE como um espaço para, entre outras coisas, fazer networking, estabelecer contatos, assessorar e participar de projetos. E concluiu comentando que “pelo menos 40% do tempo dos CEO se dedica a gerenciar a comunicação e a reputação”, mostrando a importância que isso tem para as empresas.

Veja os vídeos de todo o encontro aqui.

Este sitio web utiliza cookies propias y de terceros, para recopilar información con la finalidad de mejorar nuestros servicios, para mostrarle publicidad relacionada con sus preferencias, así como analizar sus hábitos de navegación. Si continua navegando, supone la aceptación de la instalación de las mismas. El usuario tiene la posibilidad de configurar su navegador pudiendo si así lo de sea, impedir que sean instaladas en su disco duro, aunque deberá tener en cuenta que dicha acción podrá ocasionar dificultades de navegación de la página web.

ACEPTAR
Aviso de cookies