Actualidad CIBECOM

Fundacom > Actualidad CIBECOM

O Congresso Iberoamericano de Comunicação Estratégica já abriu suas portas para inscrições

22 Agosto 2018 |by Fundacom | Comentários fechados em O Congresso Iberoamericano de Comunicação Estratégica já abriu suas portas para inscrições | Actualidad CIBECOM |

Diretores, comunicadores e especialistas apresentarão no CIBECOM’2019 as iniciativas de comunicação mais bem-sucedidas em torno do tema da cimeira: “Tecnologia, Emoção e Adaptação: Fundamentos de um novo mundo”.

Os profissionais de comunicação aprenderão a gerenciar os desafios mais atuais e instigantes da profissão. O Cibecom é o principal congresso de comunicação para profissionais de comunicação em língua espanhola e portuguesa

Hoje, XX de agosto de 2018, começa o período de inscrições para a II Cimeira Ibero-Americana de Comunicação Estratégica, CIBECOM’2019, evento que ocorrerá nos dias 8, 9 e 10 de maio de 2019, em Madri, Espanha. A inscrição pode ser feitas através da web cibecom.lat.

O principal congresso ibero-americano de comunicação terá 10 conferências, 6 mesas-redondas e 4 workshops práticos que giram em torno de um tema comum: Tecnologia, Emoção e Adaptação: Fundamentos de um novo mundo.

Os protagonistas das sessões, todas elas em formato de plenária, serão CEOs de empresas multinacionais, diretores de comunicação e especialistas nas áreas que têm cada vez mais impacto e influência no mundo da comunicação corporativa.

Toda a cimeira é construída em torno de uma questão: O que condicionará o futuro das organizações em um mundo cada vez mais volátil, complexo, ambíguo e incerto?

A pesquisa inicial surgiu para indicar que os três fatores que mais preocupam os diretores ibero-americanos de comunicação são a tecnologia, a gestão das emoções e a adaptação às prioridades sociais.

Por isso, entre os temas críticos do congresso de comunicação estão a gestão de Smart Cities, a Inteligência Artificial, a Cibersegurança, o esporte como eixo comunicativo dos valores, a diversidade e inclusão como prioridade para os CEOs e o equilíbrio entre compliance e comunicação, sem esquecer as questões mais incômodas: a gestão das políticas migratórias, a corrupção, o assédio e a pós-verdade.

Os participantes, que podem se inscrever no cibecom.lat, também participarão da recepção das autoridades locais e da cerimônia de gala de entrega dos Prêmios Fundacom, que será realizada em formato de coquetel e jantar de gala. Veja o programa completo do congresso ibero-americano de comunicação CIBECOM aqui.

O CIBECOM é o principal congresso internacional que permite aos diretores de língua espanhola e portuguesa encontrar as respostas estratégicas e conhecer as tendências de comunicação que fazem as organizações crescerem. É um evento bienal, organizado pela Fundacom em conjunto com as principais associações de comunicação ibero-americanas. No CIBECOM’2019 são revelados os segredos das empresas, administrações públicas e organizações que melhor reinventam as relações com as pessoas em um mundo cada vez mais volátil, complexo, ambíguo e incerto.

Mais informações e inscrições em cibecom.lat

O que é a Fundacom

A Fundacom é uma entidade sem fins lucrativos que conta com o apoio das principais associações de comunicadores da Ibero-América e simboliza a união pelo impulso da gestão de comunicação e de seus profissionais nos países de língua espanhola e portuguesa. As associações que promovem a Fundacom são: Aberje (Brasil), APCE (Portugal), Asodircom (República Dominicana), AURP (Uruguai), CICOM e PRORP (México), CECORP (Colômbia), CPRP e Círculo Dircoms (Argentina), FOCCO (Chile) e Dircom (Espanha).

KEEP READING

La transparencia como modelo de gestión en el contexto actual

17 Abril 2017 |by Fundacom | 0 Comments | Actualidad, Actualidad CIBECOM, Noticias | , ,

Desculpe, este conteúdo só está disponível em espanhol Por uma questão de conveniência para o utilizador, o conteúdo é mostrado abaixo no idioma alternativo. Pode clicar na ligação para alterar o idioma activo.

La generación de confianza y compromiso a través de la comunicación y la importancia de la transparencia se analiza en Cibecom

Miami, 7 de abril de 2017.- La transparencia como modelo de actuación en el contexto actual, en el que las organizaciones están más expuestas que nunca, ha sido el eje temático en el tercer día de la I Cumbre Iberoamericana de Comunicación Estratégica, que se ha celebrado durante los días 5 al 7 de abril. El lema de este evento fue “Reputación, Sostenibilidad y Transparencia: pilares del siglo XXI“.

La filtración periodística que dio origen a los Papeles de Panamá ha sido expuesta por Marcos García Rey, miembro del Consorcio Internacional de Periodistas de Investigación.

Igualmente, los medios de comunicación han estado representados por Cynthia Hudson, vicepresidente senior de CNN en Español, Mario San Román, vicepresidente de Consejo de TV Azteca, Alberto Avendaño, director del Washington Bureau y corresponsal ante la Casa Blanca de la Asociación Nacional de Prensa Hispana, y Elvira Salazar, periodista de MegaTv, quienes han tratado el nuevo modelo de negocio de la prensa en el escenario de la transformación digital y la competencia con plataformas y redes sociales donde la transparencia es clave. Ian McCluskey, managing director de Thinking Heads Americas, ha moderado este panel.

Hudson destacó que “el fake news es un factor importante en todo lo que significa la propaganda… es muy difícil para la persona average diferir cual es el fake news y el news de verdad”.

Por su parte Avendaño señaló “Faltan expertos hispanos que hablen inglés. La realidad es que una cosa que es la inmigración y otra cosa es el hispanounidense”. También que “tecnológicamente estamos yendo más rápido de lo que emocional y humanamente somos capaces de adaptarnos”.

El rol cada vez más importante de las empresas e instituciones en la generación de contenidos ha sido abordado por Ignacio Jiménez Soler, director de Comunicación Corporativa de BBVA, Paulo Speller, secretario general de la Organización de Estados Iberoamericanos (OEI),  Juan Zegarra, gerente de Comunicación Corporativa de Telefónica de Perú y Juan Manuel Mora, vicerrector de comunicación de la Universidad de Navarra.

El ejemplo de transparencia en las empresas ha sido ampliado a través de los casos prácticos que presentaron Paulo Marihno, superintendente de Comunicación Corporativa de Itaú Unibanco y Juan Iramain, director ejecutivo de Asuntos públicos y Gubernamentales de CITI Latam.

Por último, las conclusiones de CIBECOM’2017 han sido expuestas por Ángel Alloza, CEO de Corporate Excellence quien ha precedido la clausura que ha realizado, Teresa Mañueco, patrono de Fundacom.

Sobre Fundacom

Fundacom es una entidad sin ánimo de lucro integrada por las doce principales asociaciones de comunicadores de Iberoamérica, que representan a más de 8.000 directivos y profesionales de la comunicación. Su objetivo es impulsar la labor de dichos profesionales como ejecutivos clave en la gestión empresarial del siglo XXI en los países de habla hispana y lusa. Las asociaciones integrantes de Fundacom son: Aberje y Conferp (Brasil), APCE (Portugal), Asodircom (República Dominicana), AURP (Uruguay), CICOM y PRORP (México), CECORP (Colombia), el CPRP y el Círculo Dircoms (Argentina), FOCCO (Chile) y Dircom (España).

KEEP READING

La sostenibilidad como modelo de gestión ante la demanda social en Cibecom’2017

7 Abril 2017 |by Fundacom | 0 Comments | Actualidad, Actualidad CIBECOM, Noticias

Desculpe, este conteúdo só está disponível em espanhol Por uma questão de conveniência para o utilizador, o conteúdo é mostrado abaixo no idioma alternativo. Pode clicar na ligação para alterar o idioma activo.

El papel de la comunicación en la relación con los grupos de interés es determinante para la gestión responsable.

La sostenibilidad como modelo de gestión de las organizaciones para responder a una demanda social creciente ha sido uno de los temas tratados en la segunda jornada de la I Cumbre Iberoamericana de Comunicación Estratégica que se está celebrando hasta el 7 de abril, bajo el lema “Reputación, Sostenibilidad y Transparencia: pilares del siglo XXI

Durante el pilar de sostenibilidad, se ha abordado esta temática desde el punto de vista de las empresas y las instituciones, y se ha enfatizado también en la importancia de la relación con los grupos de interés a través de la comunicación para contribuir a la gestión responsable de las organizaciones; el papel de los profesionales de comunicación en este ámbito ha sido uno de los ejes fundamentales de las ponencias.

Martha Patricia Herrera, directora corporativa de Responsabilidad Social de CEMEX, ha iniciado el programa, explicando cual es el modelo de gestión responsable que aplican en la multinacional cementera. Igualmente, Marcos González de Corresponsables ha presentado las conclusiones del monográfico iberoamericano de Comunicación Responsable y ha resaltado la importancia que tiene la responsabilidad social.

Herrera Gonzalez destacó que “Tenemos que crear modelos de negocios que sean sostenibles, pero también innovadores (…) Necesitamos reconocer que requerimos de un cambio radical si realmente queremos transformarnos para transcender.

Por su parte Marcos González señaló que “Nunca se llega a ser cien por ciento responsable porque todos tenemos virtudes y todos tenemos defectos (…) No se puede comunicar el mismo mensaje a todo el público.

Daniel Tisch, expresidente de la Global Alliance for Public Relations and Communication Management, Anthony Gooch, director de Asuntos Públicos y Comunicación de la OCDE, Amalia Navarro, directora de comunicación de la Secretaría General Iberoamericana (SEGIB) y Raúl de Mora Jiménez, Communications Specialist de Sustainable Developement Goals Fund, participaron en la mesa “Modelos de Sostenibilidad Práctica de las instituciones y Fundaciones“ y enfatizaron cómo estos modelos pueden apoyar el logro de los Objetivos del Desarrollo Sostenible.

Tisch apuntó que “Somos todos compañeros de viaje en nuestras empresas (…) En el tema de sostenibilidad tenemos 3 problemas grandes: aunque queremos ser más sostenible cada año somos menos. Segundo, negocios son motivados por la imagen y relaciones públicas y no por ser un criterio central en su estrategia. Tercero, la confianza en el gobierno y las empresas ha empeorado

Por su parte Gooch señalo que “Debe existir una sintonía entre nuestros aportes y las necesidades (…) El interés aquí es qué nos están contando nuestros ciudadanos” Navarro subrayó “Es importante trabajar y acompañar la innovación que los ciudadanos producen para generar soluciones a los retos que se encuentran en la vida cotidiana (…) La sostenibilidad va ser un camino largo.”

La importancia de la fortaleza de la relación con los grupos de interés se ha abordado a través de las ponencias de Paulo Henrique Soares, director de Comunicación del Instituto Brasileño de Minería, Juan Maria Hernández Puértolas, director de Comunicación de Abertis, y Sybelle D’Marco, head of Influencer Relations & Earnings Customer References de SAP Latam. La moderación ha estado a cargo de Jorge Villalobos, presidente ejecutivo del Centro Mexicano para la Filantropía (CEMEFI).

Durante la sesión, se han tratado también los casos prácticos de diferentes multinacionales a través de sus representantes como Juan Cierco, director de Comunicación y RRII de Iberia, Alejandro Zapata, director ejecutivo de Portafolio Verde, y Leonardo Báez, director de Comunicaciones de TECHO Internacional.

Los tres ejecutivos han destacado casos de éxito es los campos de sostenibilidad corporativa desde experiencias en la gestión empresarial de sus respectivas compañías.

KEEP READING

La contribución de la comunicación a la reputación, uno de los temas tratados en Cibecom’2017

7 Abril 2017 |by Fundacom | 0 Comments | Actualidad, Actualidad CIBECOM, Noticias

Desculpe, este conteúdo só está disponível em espanhol Por uma questão de conveniência para o utilizador, o conteúdo é mostrado abaixo no idioma alternativo. Pode clicar na ligação para alterar o idioma activo.

Se ha realizado un recorrido sobre su impacto en países, sectores y empresas, y como puede ser la palanca del crecimiento

La importancia de la reputación para las organizaciones y países y cómo contribuye la función de la comunicación a esta gestión, ha sido uno de los ejes temáticos del segundo día de la I Cumbre Iberoamericana de Comunicación Estratégica, que se está celebrando hasta el 7 de abril, en el hotel Hilton Miami Downtown, Estados Unidos, bajo el lema “Reputación, Sostenibilidad y Transparencia: pilares del siglo XXI”.

En la jornada dedicada al pilar de la Reputación, Jaume Giró, director general de Fundación Bancaria “la Caixa” ha abierto el programa con una ponencia sobre el contexto complejo de la posverdad en el que se desenvuelven las organizaciones en la actualidad.

Giró ha destacado “El lenguaje es impreciso y confunde y nuestra comprensión está condicionada por cosas que no controlamos (…) La reputación no nos pertenece, la queremos porque nos la dan, pero no es nuestra”.

Posteriormente, se ha presentado el Informe sobre Reputación en Países de Iberoamérica y EEUU, a cargo de Fernando Prado, managing partner de Reputation Institute, quien ha expuesto este estudio que mide la reputación de los 55 países con mayor producto interior bruto (PIB) a partir de la evaluación de 17 atributos agrupados en tres dimensiones: calidad institucional, nivel de desarrollo y calidad de vida.

Prado ha señalado en su ponencia que “Invertir o trabajar en la reputación de un país puede llevar a más exportaciones, inversiones y turismo.

Este tema ha sido también abordado por el presidente de Guatemala (1986- 1991) Vinicio Cerezo y por Luis Alberto Lacalle, presidente de Uruguay (1990-1995). Los exmandatarios han evaluado la importancia de la reputación para el desarrollo económico por su peso para la generación de confianza y la atracción de inversores. La mesa ha sido moderada por Amalia Navarro, directora de Comunicación de la Secretaría General Iberoamericana (SEGIB).

El presidente Cerezo ha señalado que “Tenemos que comunicarnos entre todos y definir una estrategia en conjunto para mejorar nuestro prestigio y darnos la apertura del mundo y el reconocimiento internacional.” También el presidente Lacalle destacó “Estamos solos en la multitud, estamos en un autismo de información. Lo que estamos perdiendo de relación personal, de cara a cara, de oír voz, de tomar la mano, de compartir una mesa o un vino es la verdadera relación.

La reputación de las empresas ha sido el tema sobre el que ha girado el panel compuesto por Sergio Aranda Moreno, director general de Latinoamérica de Gas Natural Fenosa; José Raúl González, CEO de Cementos Progreso; César Cernuda, presidente de Microsoft Latinoamérica, y António Martins da Costa, director ejecutivo de EDP-Energías de Portugal, que ha sido moderado por José Antonio Llorente, socio fundador y presidente de LLORENTE & CUENCA

Por su parte Cernuda destacó “Hoy no solamente tienes que tener mejores productos y servicios, sino tienes que ser capaz de generar confianza”. Por su parte Aranda Moreno subrayó “Necesitamos anticiparnos, ver dónde están los riesgos, y que se puede hacer para reducirlos.”

Javier Rosado, asesor estratégico y Edwin Cabrera, director de Radio Panamá, han expuesto el caso de estudio Canal de Panamá, en el que la reputación de un sector y un país tuvieron un impacto determinante en la evolución de las obras de ampliación de esta obra pública. “El canal de Panamá es el canal de Panamá y está en el ADN de todo panameño.” Subrayó
Rosado durante su intervención.

Finalmente, ha tenido lugar la presentación del Latin American Communication Monitor (LCM) a cargo de Ángeles Moreno, directora ejecutiva de Euprera, y Juan Carlos Molleda, decano de la Universidad de Oregón y miembro de la junta de regentes del Institute for Public Relations
(IPR). Este estudio realiza una panorámica sobre los retos más importantes para los profesionales latinoamericanos y acerca de su perfil competencial.

Moreno destacó “La noción de influencia ha vuelto a cobrar importancia recientemente en los estudios de comunidad estratégica y esto es debido al social media.

KEEP READING

EL ALCALDE DE MIAMI PRESENTA LA CUMBRE CIBECOM

4 Abril 2017 |by Fundacom | Comentários fechados em EL ALCALDE DE MIAMI PRESENTA LA CUMBRE CIBECOM | Actualidad, Actualidad CIBECOM, Noticias | , , , ,

Este foro reunirá a más de 200 congresistas de más de 20 nacionalidades para debatir sobre los retos de la comunicación del siglo XXI.

KEEP READING

Mais de 40 empresas iberoamericanas são finalistas dos Prémios Fundacom

4 Abril 2017 |by Fundacom | Comentários fechados em Mais de 40 empresas iberoamericanas são finalistas dos Prémios Fundacom | Actualidad, Actualidad CIBECOM, Noticias |

A entrega destes galardões terá lugar durante a Cimeira CIBECOM.

Um total de 42 empresas de diferentes países iberoamericanos foram nomeados para a fase final da primeira edição dos Prémios Fundacom, que distinguem a excelência e as boas práticas em relações públicas e comunicação nas organizações, premiando os melhores projetos realizados em espanhol e português por todo o mundo.

Inscreveram-se 114 projetos nas 25 categorias destes prémios, cujos vencedores serão anunciados no dia 5 de abril, durante a cerimónia de entrega dos Premios Fundacom, que terá lugar em Miami, no hotel Hilton Downtown.

Os jurados, 75 especialistas de 8 países, foram responsáveis pela avaliação de todos os projetos em duas fases, uma nacional e outra internacional. O júri destes prémios, proveniente dos países das associações fundadoras da Fundacom, é composto por profissionais de prestígio no sector da comunicação, e avaliou a criatividade, a inovação, a gestão e os recursos utilizados.

Neste certame candidataram-se empresas, profissionais e agências de comunicação que criaram projetos de comunicação em espanhol e/ou português de um total de 10 países.

Os Prémios Fundacom são um prelúdio para a Primeira Cimeira Iberoamericana de Comunicação Estratégica, CIBECOM’2017. Um evento que, sob o lema Reputação, Sustentabilidade e Transparência: pilares do século XXI terá lugar nos dias 5, 6 e 7 de abril, em Miami.

KEEP READING

Fundacom e CEIB assinam convênio de colaboração para impulsionar a comunicação na Ibero-América

4 Abril 2017 |by Fundacom | Comentários fechados em Fundacom e CEIB assinam convênio de colaboração para impulsionar a comunicação na Ibero-América | Actualidad, Actualidad CIBECOM, Noticias | ,

Fundacom e o Consejo de Empresarios Iberoamericanos (CEIB) assinaram um convênio de colaboração, com os objetivos de fomentar a cooperação com as organizações empresariais ibero-americanas na formação de estratégias de comunicação no âmbito das Conferências Ibero-Americanas e de apoiar os eventos sobre comunicação estratégica que realizem a fundação para o fomento da comunicação em espanhol e português.

A assinatura deste acordo, realizada por Joan Rosell, representando ao CEIB, e Sebastián Cebrián, diretor da Fundacom, é parte dos acordos institucionais que está realizando a fundação com organizações de âmbito ibero-americano.

KEEP READING

Fundacom e OEI assinam convênio de colaboração para o desenvolvimento da comunicação na Ibero-América

15 Março 2017 |by Fundacom | Comentários fechados em Fundacom e OEI assinam convênio de colaboração para o desenvolvimento da comunicação na Ibero-América | Actualidad, Actualidad CIBECOM, Noticias | , ,

Em 1º de março, Fundacom, fundação para o fortalecimento da comunicação em espanhol e português no mundo, e a OEI, a Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura, assinaram um convênio de colaboração com o objetivo de fomentar a comunicação estratégica na Ibero-América.

Com este convênio, ambas as organizações buscam facilitar a influência, o conhecimento, o networking e a formação de todos os profissionais implicados na matéria.

No ato de assinatura, estiveram presentes Teresa Mañueco, patrono de Fundacom; Carlos Abicalil, diretor geral de Programas Educativos e Culturais da OEI; Sebastián Cebrián, Diretor de Fundacom; e Carmen Rodríguez, técnico de Educação da OEI.

Durante o ato, destacou-se a importância que tem a comunicação como elemento fundamental e transversal para o êxito das organizações e o desenvolvimento dos países.

Fundacom é um organismo que está sendo impulsionado por 12 organizações de comunicação na Ibero-América. Esta fundação trabalha com base em seis linhas estratégicas, sendo uma delas a I Cimeira Ibero-Americana de Comunicação Estratégica, CIBECOM’2017. Um evento que, sob o tema “Reputação, Sustentabilidade e Transparência: pilares do século XXI”, acontecerá em Miami, nos dias 5, 6 e 7 de abril.

FIRMA-CONVENIO-FUNDACOM-OEI-2

KEEP READING

Recuperar a confiança

8 Março 2017 |by Fundacom | Comentários fechados em Recuperar a confiança | Actualidad, Actualidad CIBECOM, Noticias | ,

Os resultados do Edelman Trust Barometer de 2017 trazem resultados preocupantes. Há uma crise de confiança, não só no México, como em todo o mundo. Os 28 países aonde Edelman conduziu esta pesquisa registram o maior colapso na confiança do público nas instituições (governos, meios, empresas e organizações da sociedade civil) desde 2000, data que a Edelman começou a implementar a pesquisa para medir a confiança ao redor do mundo.

No México, a confiança geral nas instituições caiu 11 pontos em relação ao ano passado, na opinião do público mais informado, enquanto na população em geral a queda é de 7 pontos. A sensação é de que o sistema está falhando: 67% dos mexicanos sentem que o sistema é injusto e decepcionante, sendo que somente 8% acredita que ele funciona. O resurgimento do nacionalismo, os medos e a oposição ao estrangeiro (leia-se refugiados e imigrantes), assim como os chamados isolacionistas e o abandono do livre comércio estão freando esse caminho que alguns davam como certe em direção a uma sociedade mais livre, aberta, democrática e transparente. Temos nos deparado, pelo contrário, com muros e proibições, portas fechadas e ouvidos surdos.

Mariana Sanz Lapiedra, Directora General de Edelman México

Mariana Sanz Lapiedra, Directora General de Edelman México

A desconfiança é sintoma ou causa desta situação? O Trust Barometer mostra que é um ciclo que se alimenta ele mesmo. Sentir que o sistema está falhando aumenta nossos medos e inseguranças, o que acentua a erosão da confiança nas instituições que deveriam ajudar a resolver os desafios atuais.

Por isso mesmo, o assombro não pode ser substituído pela inação. Assim como vemos o ressurgimento de inimigos que acreditávamos ter vencido, temos que regressar aos elementos básicos onde inicialmente se constrói a confiança na sociedade: nas famílias, em nosso bairro, na escola, no trabalho, com nossos amigos.  Isto é, em nossas comunidades.

A desconfiança generalizada nas instituições é um sinal de que não nos sentimos representados adequadamente, que tanto o governo como o setor privado, os meios e inclusive as ONGs não estão escutando as pessoas. Queremos um lugar à mesa? Participar nas tomadas de decisão? Então devemos passar à ação. Como lembrou Barack Obama, em seu discurso de despedida, a democracia depende de nossa participação; que o sistema funcione é nossa responsabilidade.

Desde nossa trincheira, as agências de comunicação e relações públicas têm muito trabalho para fazer para ajudar os clientes a navegar por essa complicada conjuntura. Paralelamente, há uma responsabilidade compartilhada por parte de nossos clientes na luta contra a desconfiança. Na Edelman, trabalhamos para evoluir, promover e proteger as organizações e marcas com as quais colaboramos. Esses três eixos não significariam muito se não impulsionássemos nossos clientes a estabelecer um diálogo transparente com suas audiências. Isso é mais necessário do que nunca.

A desconfiança nos meios (no México contam com 47% de desconfiança) é um chamado para que as empresas façam um trabalho profundo em proporcionar informação clara aos consumidores. Os meios são chave e necessários e podemos ajudar a fortalecer seu papel ao trabalhar com eles para chegar aos públicos. A desconfiança no setor privado é um chamado para que as empresas se voltem mais para suas comunidades, para assumir a responsabilidade social como um elemento chave de seu negócio. As agências podemos e devemos trabalhar para estabelecer e fortalecer esta relação.

Sem dúvida, o Edelman Trust Barometer 2017 aponta para um cenário difícil. Mas também nos oferece dados que explicam as causas que nos levaram ao ponto que estamos vivendo, e por isso, nos dá pistas sobre o caminho a seguir para reverter essa situação. Depende de nós que a mudança seja positiva.

KEEP READING

Mais de 100 projetos competem para ser reconhecidos como as melhores práticas em comunicação em espanhol ou português no mundo!

24 Fevereiro 2017 |by Fundacom | Comentários fechados em Mais de 100 projetos competem para ser reconhecidos como as melhores práticas em comunicação em espanhol ou português no mundo! | Actualidad, Actualidad CIBECOM, Noticias |

Premios Fundacom

Diversas organizações de 9 países iberoamericanos participaram na primeira edição dos Prémios Fundacom, que distinguem a excelência e as boas práticas das relações públicas e da comunicação organizacional, reconhecendo, assim, os melhores projectos produzidos e divulgados em espanhol e/ou Português. No total, foram apresentados 114 projetos.

Estes prémios são compostos por duas fases, uma nacional e uma internacional. No dia 5 de março serão anunciadas as candidaturas nomeadas para a fase final.

 

Cerimónia de entrega dos Prémios Fundacom

No dia 5 de abril, em Miami, coincidindo com o início daquela que será a 1ª Cimeira Iberoamericana de Comunicação Estratégica, CIBECOM’2017, terá lugar a cerimónia de entrega dos Prémios Fundacom, um evento caracterizado pelo prestígio e pela excelência.

Este evento terá lugar no Hilton Miami Downtown Hotel, às 19h00.

Tanto os Prémios Fundacom como a Cibecom permitem aos seus assistentes partilhar experiências e conhecimentos com os melhores nas áreas de comunicação, relações públicas e reputação.

 

Cibecom

A 1ª Cimeira Iberoamericana de Comunicação Estratégica é um evento único que permite ter, em primeira mão, a experiência de mais de 30 intervenientes: ex-presidentes de países, executivos-chefes e diretores de comunicação de empresas, sobre questões relacionadas com a reputação, a sustentabilidade e a transparência.

O seu lema é “Reputação, Sustentabilidade e Transparência: pilares do século XXI“.

 

Sobre a Fundacom

A Fundacom é uma organização sem fins lucrativos que tem o apoio das principais associações decomunicadores da Iberoamérica, e simboliza a união pelo desenvolvimento dos profissionais e directores de comunicação nos países de língua espanhola e portuguesa. As Associações fundadoras da Fundacom são: Aberje e Conferp (Brasil), APCE (Portugal), Asodircom (República Dominicana), AURP (Uruguai), CICOM e PRORP (México), CECORP (Colômbia), o CPRP e o Círculo Dircoms ( Argentina), FOCCO (Chile) e Dircom (Espanha).

Mais informação:

www.fundacom.lat

info@fundacom.lat

KEEP READING
Página 1 de 3123